VAL MARCHIORI: SOCIALITE OU GOLPISTA?

Valdirene Aparecida Marchiori, conhecida como a socialite Val Marchiori, nasceu no Distrito da Caixa de São Pedro em Apucarana.



Valdirene Aparecida Marchiori, 37 anos, que ganhou fama aplicando golpes na região de Londrina no Paraná, transferiu-se para São Paulo, para se tornar a "Socialite" mais badalada do
Brasil. Ela, dona de dois CPFs, que havia sido processada diversas vezes no Paraná e São Paulo e até afirmou em entrevistas que já freqüentou a lista negra do Serasa e SPC, conseguiu ludibriar a todos e conquistou seu espaço no High Society como gente fina em São Paulo.
De acordo com sua assessoria, Valdirene esta vivendo em um belo apartamento no
bairro dos Jardins em São Paulo, ao invés de estar uma cela comum com outras mulheres
de sua classe.
Valdirene ficou conhecida em Londrina, quando aplicou golpes em vários empresários
e roubou uma concessionária inteira da Kia Motors, após um namoro relâmpago com o diretor
financeiro da empresa.
Ela chegou a ser indiciada, respondendo ao processo em liberdade, os carros nunca apareceram.
De acordo com a Ação de Execução o rombo da Kia é de R$1.228.653,60. O processo corre na 4ª Vara Cível no fórum de Jundiaí-SP. A loira que se diz bilionária, vive num mundo imaginário,
fingindo ser uma personagem que ela mesma criou, não pode ter nada em seu próprio nome.
Não possui bens e nem conta bancaria, por conta de inúmeras ações judiciais, em nome
da empresa Valdirene Aparecida Marchiore S/A. A intermedium Crédito, financiamento
e investimento S/A, tenta localizar bens passiveis de penhora em nome da empresa Valmar
Transportes LTDA desde 2006. Situação semelhante vive a empresa Reju Importadora de Frutas Ltda., que amargou prejuízo com a Valmar de mais de 70 mil reais. "Ao vê-la pousando de milionária, nos causa completa indignação", declara Antonio Mendes, um dos executivos da Reju.
Israel Sverner é outro prejudicado pela falsa milionária. Israel vem lutando na 4ª Vara Cível da Lapa em São Paulo, desde 2005, para receber R$11.989,00 de alugueis não pagos por Valdirene, que resultou em uma ação de despejo.
Os problemas de Valdirene Aparecida Marchiori vão muito alem dos "calotes" dados.
Em janeiro de 2002, foi acusada de furtar um homem aplicando o golpe do "Boa Noite Cinderela", na região de fronteira entre Brasil e Paraguai.
Val que também cometeu crimes de estelionato no Paraguai teria saído com um homem identificado apenas pelas iniciais de L.D.N.M., de 61 anos, e depois de tomar uma bebida ao lado da loira, adormeceu e quando percebeu vários objetos tinham sido furtados de seu apartamento em Pedro Juan Caballero. "Ela tem mente inventiva e é megalomaníaca". Afirma
uma de suas ex-assessoras.
Val se especializou em aplicar golpes de luxo, se passando por diferentes personalidades,
usando seu charme para seduzir e enganar vários empresários locais até sua ascensão.
O numero ao certo não se sabe, mas pelo menos 10 empresários na região norte do
Paraná teriam sido vitimas de Valdirene. A loira que nunca foi casada escolhe suas vitimas
sempre com o perfil muito parecido; idade acima de 60 anos, empresários, ricos.
A golpista foi ameaçada de morte varias vezes por esposas de seus amantes.
Os funcionários do edifício onde ela mora atualmente, nos jardins, á consideram arrogante, por nunca cumprimentar ninguém.
Uma funcionaria a descreveu como "insuportável", do modo como ela maltrata os empregados.
Maltratar funcionários subalternos e armar barracos em ambientes finos seria justamente
algumas das táticas usadas por Valdirene, para se passar por socialite e aplicar seus supostos
golpes.
Val chegou a apanhar em um restaurante chique nos jardins o Alucci Alucci, em maio do ano passado, pelo filho de uma das vitimas.
Em outra ocasião pela esposa de outro amante.
A falsa Socialite voltou a aplicar seus golpes no Paraná, desta vez, foi o Golpe
da Barriga com o dono de um frigorifico de frango do Paraná. Com chantagens e
ameaças, Val conseguiu um apartamento e garantir o futuro dos dois filhos. Segundo
o empresário Evaldo Ulisnki, que assumiu os filhos após exame de DNA, todos
os bens estão em nome dos filhos do empresário. Ainda em depoimento ao
portal IG, o empresário afirma, "É uma falsária, estelionatária da mídia,
amoral, fria e calculista, sem escrúpulos, chantagista, promíscua, lunática e a maior
mentirosa do mundo".
Valdirene, que gosta de chamar o amante de marido, esta sendo processada por diversos crimes e também foi contestada pela família, conforme reportagem da revista
Veja SP (Ed.jun/2011).
Val é natural de São Pedro, distrito de Apucarana, norte do Paraná. Saiu da casa dos pais
aos 15 anos. Sempre mostrou a predileção por artigos de luxo, foi em Apucarana, em uma boutique de luxo, que conseguia roupas consignadas para ir a eventos da sociedade e aplicar seus golpes. Seu primeiro amante, muitos anos mais velho, conhecido por Tapira, foi morto com um tiro no rosto, o autor disse que matou por medo, pois, Tapira gostava de andar armado e ameaçando as pessoas.
No total a Falsa Socialite, responde a mais de dez processos nas comarcas de Londrina-
PR, Jundiaí-SP e na Lapa em São Paulo-SP.
PROCESSOS EM ANDAMENTO:
LAPA - CIVEL
Processo: 583.04.2005.103482-1 - 4ª Vara Cível - No. de ordem: 60/2006
Processo: 583.04.2005.002239-0 - 1ª Vara Cível - No. de ordem:237/2005
Processo:583.04.2005.032701-0 - 4ª Vara Civel - No. de ordem:1925/2005
Processo:583.04.2006.100089-4 - 4ª Vara Civel - No. de ordem:175/2006
Processo:583.04.2006.104885-1 - 2ª Vara Civel - No. de ordem:372/2006
Processo:583.04.2005.125767-3 - 1ª Vara Civel - No. de ordem:2430/2006
Processo:583.04.2005.117149-9 - 3ª Vara Civel - No. de ordem:1522/2006
CIVEL - FORUM JOÃO MENDES
Processo:583.00.2009.121094-9 - 29ª Vara Civel - No. de ordem:663/2009
JUNDIAÍ- CIVEL
Processo:309012002.034705-2 - 4ª Vara Civel - No. de ordem:4197/2002

Da Redação